segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Pêndulo



Oscilamos entre o riso e a dor

Entre o dia e a noite,

Entre os dedos do tempo...

A lua nos olha com piedade

E nos eterniza entre os mortais...

Um comentário:

  1. Com certeza, Poeta, a lua sabe da nossa transitoriedade. Abraços, Pedro.

    ResponderExcluir