terça-feira, 1 de julho de 2014

Panos ardentes



Ela vestirá o vestido
Com anáguas que não ocultarão
As mágoas que ardem entre suas pernas
Que ardem nos panos
Que não secam a flor que não deste
A terra espera por ti, oh! Mulher!
Para transformar em pó o que és
E o que sentes. (12/06/14)

Circunstancial




Júlia
é
junho
nem
te
dás
conta
a copa
o copo
o corpo
o líquido
bolas
entre
as
pernas
o prazer
rolando
no
campo
e
ninguém
terá
piedade
da
pelada. (06/06/14)


Metáfora lunar




 










Lu
ana
lua
cheia
minha
bolacha
fogosa
que
eu
ainda
como
na
memória
que
me
restou.
da
infância. (08/05/14)

Filha de Eva II


 


Ali
aqui
acolá
Alice
alicia-me
não
me
revela
o
que
eu
desejo
mas
o
que
me
revela
eu gosto
por
demais. (30/05/14)


Olhada














Para Jamaica Pinto

Nesse umbigo dança um poema
Dança um desejo
Deixado pelo meu olhar
Dotado de todas as fomes. (11/06/14)